Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Posts marcados ‘poemas’

Haicai 13

 

Murmúrio de regato – 

o silêncio da natureza

é cheio de sons.

Regato 2A

Esquizofrérico

Poema e ilustração da designer e artista plástica Denise de Camargo…

 

Às vezes poeira, às vezes caixão.

Ambos feitos de um material instável – ou estável –

de acordo com a pureza da cosmovisão.

Alado – ou arado – era mais do que um punhado:

de estrelas, alegrias ou qualquer religião.

Adorava seguir por entre os vales – ou valas –

da finita e ambígua rebimboca da parafuseta

destrambelhada em difusa precisão.

Comia por alto, bebia nos cactos, mas rugia,

vivia e mentia nas beiradas de um escopo azul.

Rudimentar, talvez. Espacial, sem vez.

De olho aberto, ruptura assim. Elementar – saudável –

ou quem sabe uma parte daquilo que vazava em mim.

Esquizofrérico ilustração Denise

 

 

De bem

 

 

 

 

 

O aroma do assado

subverteu a ordem,

o coentro, o manjericão

espocaram na língua,

desfazendo os nós,

a framboesa,

derretida em calda,

suavizou a tensão,

o vinho espalhou-se,

generoso,

turbilhonando nas taças

de cristal,

as cores estaladas

das frutas e flores,

displicentemente

colocadas

sobre o aparador,

combinaram-se

como arco-íris

depois de chuva de verão,

o roçar da toalha branca,

de neve rendada,

o tilintar da fina porcelana,

tocada de leve

pelos talheres de prata,

inundaram de tons

irreverentes

o ambiente,

antes tão formal.

Uma refeição primorosa

selou, naquele dia,

as pazes do casal.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: