Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Posts marcados ‘poema new age’

ALGUÉM, NINGUÉM

 

Cores 2

O que seria de mim

se não existisse

o outro?

Um náufrago solitário,

à procura de um “Sexta-Feira”,

pois é para o outro

que falo,

é no outro

que me reflito,

e me descubro,

é por causa do outro

que me expando

e me limito,

Cores 4

e é com o outro

que aprendo

a amar,

que meus interesses

ganham sentido,

meus projetos,

consistência,

meus pensamentos

e sentimentos,

um rumo

de bumerangue.

Pelo outro

eu avanço,

eu me aprimoro,

eu me desafio.

Cores 5

Sem o outro,

por falta de ressonância,

eu seria alguém

que nunca se realiza.

Anúncios

Haicai 3

Difícil desgarrar

da imagem para se

aninhar na essência.

Imagem 1

Banquete da vida

 

 

 

 

 

 

A vida nos mói

como a um feixe

de trigo,

para tirar o melhor

de nós mesmos.

Em meio à trituração,

ao amassamento,

temos flashes

de esclarecimento,

um raio de sol

que perpassa, sorrateiro,

as tábuas do moinho.

Cabe a cada um

cooperar

para que a aflição

da moagem

não se prolongue;

para que, uma vez

farinha,

acordemos,

nos libertemos,

participando assim,

matéria-prima refinada,

do banquete da vida.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: