Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Posts marcados ‘poema de amor’

SONHO

Sonhos 1 OK

Você me  beijou

como pássaro

a bicar

a flor mais linda

do jardim,

buscou

os recônditos perfumados,

embebeu-se um pouco

de mim

e extasiado

jogou a cabeça para trás,

exibindo um sorriso

feliz.

Sonhos 2

Anúncios

Soneto do Amor Eterno

perfisrosas

Um do outro distantes, somos apenas

lembranças que a memória confunde

Próximos, no entanto, sempre estaremos

enquanto vibrar o amor que nos une.

 

Não importa que o fado, nesta vida,

nos seja desfavorável e, severo,

impeça as trocas de um afeto

que vem de longe e é sem medida.

  

Pois, etéreo, o amor tende ao infinito,

livre de amarras, torna-se eterno,

forma indefinida, vira desejo e sonho.

 

O amor, incompleto na realidade vivida,

paira acima das atribulações do mundo

como um estender-se sereno e profundo.

 

Tesouro

Eu tinha 12; você, 16.

Éramos crianças,

adolescentes,

ingênuos.

Mãos dadas, nenhum beijo,

só o entusiasmo da primeira paixão.

Separamo-nos não me lembro como,

nem a razão. Sei que segui viagem,

por difíceis atalhos, e que você guardou,

numa pequena arca, em lugar bem oculto

do seu coração, o amor

que não havia germinado.

Depois de muita dor e solidão

pelos caminhos e descaminhos da vida,

voltamos a nos encontrar,

movidos por intangíveis e misteriosas

lembranças. Abrimos juntos seu tesouro,

tão bem cuidado por 33 anos,

e descobrimos, emocionados,

que havia nascido uma flor.

Soneto do amor eterno

perfisrosas

Um do outro distantes, somos apenas

lembranças que a memória confunde

Próximos, no entanto, sempre estaremos

enquanto vibrar o amor que nos une


Não importa que o fado, nesta vida,

nos seja desfavorável e, severo,

impeça as trocas de um afeto

que vem de longe e é sem medida


Pois, etéreo, o amor tende ao infinito

livre de amarras, torna-se eterno

forma indefinida, vira desejo e sonho


O amor, incompleto na realidade vivida,

paira acima das atribulações do mundo

como um estender-se sereno e profundo

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: