Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Posts marcados ‘internet’

Tempos modernos… Bip!

Hoje tudo começa ou continua ou se expressa por meio de barras numéricas. Um bip contido e pronto. Parece mágica e aparece na tela o preço da peça. Menos dinheiro no bolso, mas quanta rapidez, presteza. Depressa.

Depois, vêm os outros caixas, com os quais se conversa intimamente, olho no olho, eletrônico. Não erre, não pense, não esqueça. Seja tão automático quanto o relacionamento. Lembre-se da senha…bip…e dos dados…bip, bip…que asseguram que aquela combinação numérica é a correta.

Memorize, não escreva, não deixe jamais que alguém veja a sua senha, senhas, pois há muitas, em demasia, no seu caminho já sem pedras, mas repleto de chips supersônicos.

Se há muitas, não as repita, não facilite, seja criativo e, por favor, nunca, jamais, se confunda. Esse mundo clean, de números exatos, exige muito. Data de nascimento, essa é fácil! Carteira de identidade, esse é pequeno, comparado ao do CPF, aquele do contribuinte…bip, bip…controlado.

Na internet, cuidado, use com cautela cartões de crédito, de débito, boletos bancários. São muitos os números a afogá-lo, podem ser clonados, copiados, podem deixá-lo louco ou, simplesmente, endividado.

E ao telefone, costumeiramente amigável, memorize outros números, que lhe dão acesso aos recados, esclarecimentos, soluções, e não se envergonhe de responder, por um lapso de sua educação à moda antiga, ao cumprimento da atendente eletrônica que, além de não corresponder à sua cordialidade démodé, vai colocá-lo em contato com outra imensa, infinita, imemorável carreira de números. Acesse 1 para…, 2 para… e assim vai, num crescendo de expectativa, pois nem sempre naquela lista está o que se precisa. Às vezes, no fim do túnel desses tempos modernos, encontra-se, como água no deserto, uma possibilidade de voz humana: “Acesse o 9 para falar com um de nossos atendentes…”. Então…bip, bip…aguarde.

Antes disso, porém, você precisará ter se lembrado de sua senha, ter teclado certo todos os números existentes em seu cartão de plástico e, talvez, os do RG e CPF, para, quando for atendido, por medida de segurança, lembrar a data de seu aniversário e remoer seu passado, trazendo à tona o nome do pai, da mãe e de um espírito que precisa ser santo, para se recuperar ileso de tanto martírio – pelo menos, eis a compensação – contemporâneo, na moda, absolutamente fashion!

 

Anúncios

Por que alguns sites não se destacam?

Tudo está correto e em seu devido lugar. É um site adequado ao propósito de marcar presença na internet. Contudo, transformou-se numa ilha. Com tanta variedade em constante movimento no mundo virtual, quem pararia para conhecer uma ilha? Ou, sem novidades por longo tempo, quem voltaria a visitá-la?

Conta com muitos recursos – fórum, chat, vídeo, notícias… – pois quer estar presente em muitos lugares, relacionar-se com muitos públicos. É um site com potencial para alcançar esses objetivos, mas sua última atualização data de um ano atrás. Quem confiaria em um site que não atualiza suas informações?

Tem propostas interessantes e sabe se relacionar bem com os vários públicos de interesse. Os textos, no entanto, estão muito mal escritos; as informações, confusas; as propostas comerciais e as chamadas de propaganda revelam-se soltas, desconectadas e, por isso mesmo, ineficazes. Quem optaria por fazer compras aí, enquanto há outro site, com ofertas similares, em que tudo está muito bem explicado, a navegação é fácil e a satisfação, para o cliente, de atingir seu objetivo de compra ou de pesquisa foi plenamente atendida?

Esses são apenas alguns casos de pouco ou mau aproveitamento dos recursos propiciados pela internet. A tecnologia multifacetada disponível na rede assusta e intimida. São muitos os caminhos e, consequentemente, as possibilidades de “dar com os costados” em lugar nenhum.

Orientarverde200

Fundamental, portanto, que se tenha uma boa bússola, a do bom senso, e que se conte com um bom “navegador”, um profissional  que pode identificar necessidades de comunicação, públicos importantes para o relacionamento da empresa, e que saiba orientar sobre recursos e conteúdos mais adequados à área de atuação da organização.

Sou especialista nesta área. Conheça meus serviços e como me contatar, clicando em Perfil profissional.

Comunicação no século XXI

Pode ser que nós, envolvidos como estamos em um mundo em rápida transformação, não tenhamos nos dado conta, mas de fato estamos todos interligados. Não mais a informação represada em nichos de poder e, por isso, passível de manipulação. Não mais uma mídia – conglomerados jornalísticos, rádio, tevê… – em destaque, sugerindo o ritmo de “como falar” com os públicos de interesse, de forma massiva ou segmentada. Não mais um interlocutor indistinto, perdido na multidão, absorvendo a “orientação” do que se considera melhor para ele.

Nesse início de um novo século, a internet galvanizou os interesses globais e misturou tudo o que estava separado, fazendo migrar para a rede – como garantia de sobrevivência – a informação segmentada. O interlocutor indistinto ganhou corpo e voz e é dele agora que parte a “orientação” do que absorver em termos de informação. E tudo está, sob sua perspectiva, a um toque de dedo, a um deslizar do mouse, ao seu comando.

Transparência, confiabilidade, conteúdo e consistência são algumas palavras de ordem dessa nova era da comunicação, quando todos falam com todos, de forma dinâmica, interativa e em tempo real. Destacam-se aqueles que utilizam esses recursos com bom senso, qualidade e “espírito” de navegador português do século XV. “O que será que nos espera mais adiante?”, ele diria, com receio do desconhecido, mas também com a curiosidade pelo ainda nunca visto.

NavegadorportuguesVasco

“Navegar é preciso…” seria, sem dúvida, sua divisa, que podemos com naturalidade voltar a utilizar, seis séculos depois!

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: