Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Para não fugir do tema e correr o risco de zerar na redação do ENEM, é fundamental que você desenvolva seu texto “dentro dos limites do tema definido pela proposta”, como explica a Cartilha do Participante do ENEM.

Isso significa que, ao ler a proposta de redação, você não só precisa entender exatamente qual é o tema, de caráter mais amplo e abrangente, mas especialmente o recorte sugerido pela banca, ou seja, sob qual perspectiva, mais restrita e específica, aquele tema deve ser analisado.

Vamos ver como isso funciona na prática, observando duas propostas do ENEM que apresentam o mesmo tema, mas com recortes, indicados pela banca, muito diferentes:

ENEM 2011 – Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado

ENEM 2018 – Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Em ambas as propostas, o tema (amplo e abrangente) é o mesmo: a relação do usuário com a internet. Contudo, os recortes – os “limites do tema definido pela proposta” – são bem distintos. Enquanto no ENEM 2011 a banca pedia que se discutisse a forma como o usuário lida com a identificação do que é público e do que é privado nessa relação; no ENEM 2018, a proposta era analisar como na internet, a partir do controle de dados, o comportamento do usuário é manipulado.

Para começar a se sair bem na redação do ENEM, portanto, é necessário que você leia com atenção a proposta, ajustando o foco do seu texto para os “limites” do tema definido. Se houver dúvidas, recorra aos textos motivadores para encontrar pistas sobre o caminho a seguir.

Veja, por exemplo, no ENEM 2011. Eram três os textos motivadores. O primeiro – Liberdade sem fio – trazia declaração da ONU considerando o acesso à rede um direito fundamental do ser humano, assim como saúde, moradia e educação.

O segundo texto – A internet tem ouvidos e memória –, mostrava que estar nas redes sociais faz parte da socialização do indivíduo de nossa época e que isso é benéfico para a disseminação das ideias; advertia, no entanto, para os riscos e consequências do compartilhamento de informações, pois tudo se torna público na internet.

O terceiro texto, uma tirinha, trazia um personagem que discursava contra o monitoramento constante das câmeras de segurança, hoje presentes em cada vez mais lugares. Mas quem o monitorava, de acordo com o último quadrinho, também era monitorado, sugerindo que está cada vez mais difícil manter a privacidade.

Assim, observando as pistas dos textos motivadores, seria possível estruturar a redação com a seguinte linha de raciocínio: a internet já faz parte da vida em sociedade, até como um direito assegurado; permite amplo acesso às informações, facilita a comunicação e aproxima as pessoas via redes sociais; porém, como tudo é compartilhado, necessário ter cuidado e saber lidar com os limites entre o público e o privado.

Para o correto entendimento da proposta de redação, portanto, leia com bastante atenção o que é pedido pela banca; identifique qual é o tema (mais amplo) e qual é o recorte do tema (mais específico), e confirme essa identificação pelas pistas encontradas nos textos motivadores.

No mais, ajuste o foco e escreva sua redação, sem risco de fugir do tema.

Palavras 5

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: