Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Arquivo para abril, 2016

ACALANTO DE UM CORPO SÓ

Sinto sua falta,

mais do que tudo

um imenso vazio,

como se nenhum outro

fosse entender de novo

meu canto, meu ritmo, meu sonho,

como se temesse

quem tentasse ou pudesse

apagar o calor que ainda vibra

em cada ponto, em cada pelo,

em cada dobra e recanto do meu corpo.

Sinto saudades

de alguma coisa indizível,

impalpável, confusa,

uma sensação de ter,

não tendo,

de amar,

sem o objeto do amor,

de perder

o que nem conquistei,

de algo bom,

que não foi por completo,

uma sensação de teria sido.

Sinto sua falta,

não sei onde anda

ou se me esqueceu,

meu corpo sente falta

do seu corpo

e procuro acostumá-lo à ideia

de que já o perdeu.

Amor separação 1

Anúncios

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: