Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Diário

 

Guarujaquarela1

Molhada,

descabelada,

zonza,

saí assim

da minha

primeira onda.

Na arrebentação,

apavorada,

fui coberta,

arrastada,

envolvida

por sua trama

grossa

e espumosa.

Depois do medo,

o gozo,

sobrevivi

mesmo encharcada.

Feito zumbi,

aos olhos

de quem olhava,

me descobri

rindo sozinha,

bêbada

de água salgada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: