Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

AS PESSOAS…

Folhas de outono 1

Caem como folhas

douradas de outono

aos poucos, aos montes.

Afagadas, aconchegadas,

arrastadas, espalhadas

pelo vento, deixam

um rastro espiralado

de bronze.

Os galhos secos que ficam

também parecem condenados.

Contudo, onde nem esperança

havia, surgem outras folhas

vigorosamente verdes.

Apesar das perdas,

sobrevivem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: