Prosa, poesia, conexões quânticas, dicas de redação e de leitura, comentários, reflexões… Palavras em infinito movimento!

Tesouro

Eu tinha 12; você, 16.

Éramos crianças,

adolescentes,

ingênuos.

Mãos dadas, nenhum beijo,

só o entusiasmo da primeira paixão.

Separamo-nos não me lembro como,

nem a razão. Sei que segui viagem,

por difíceis atalhos, e que você guardou,

numa pequena arca, em lugar bem oculto

do seu coração, o amor

que não havia germinado.

Depois de muita dor e solidão

pelos caminhos e descaminhos da vida,

voltamos a nos encontrar,

movidos por intangíveis e misteriosas

lembranças. Abrimos juntos seu tesouro,

tão bem cuidado por 33 anos,

e descobrimos, emocionados,

que havia nascido uma flor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: